Eu sou apenas um rapaz latino-americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo do interior...


... Mas não se preocupe meu amigo com os horrores que eu lhe digo, isso é somente uma canção, a vida realmente é diferente ao vivo é muito pior!



O novo sempre vem, assim como a verdade.



Filon de Alexandria

Em Alexandria existia uma escola iniciática cujos fundamentos eram altamente espirituais. Os fundadores daquela fraternidade era homens de fina linhagem (...) movidos pelos mais puros sentimentos de amor. A fraternidade Kobda estava localizada na região do Egito e da Mesopotâmia , através da notável personalidade de Filon de Alexandria, essa escola pôde dar uma amostra da sua sensibilidade divina.

Filon de Alexandria foi um filósofo judeu-helenista, ele fez um interpretação do Antigo Testamento utilizando elementos da filosofia de Platão, constatando que os textos bíblicos passavam uma mensagem que ia além do simples significado textual, ele viu na Bíblia a doutrina da existência de Deus.

Deus transcende tudo que é conhecido pelo homem, ele vai além dos limites da experiência material. O objetivo maior do humano seria voltar a se unir a Deus que é perfeito e do qual nós não temos a capacidade de compreensão. Somente haverá uma ligação com Deus quando o homem libertar sua ligação com o corpo, com o material.

Para Filon de Alexandria o homem pode levar sua vida de três formas:
A forma mais básica e inferior é quando o homem esta ligado ao corpo como extensão física, material. A segunda forma se caracteriza quando o homem utiliza a razão para direcionar sua vida. E finalmente, a terceira forma acontece quando a alma e o intelecto estão ligados ao espírito divino, aí temos a última e superior forma de vida.

Fonte: Livro Maria de Nazaré, Miramez/João Nunes Maia
           www.filosofia.com.br

Um esclarecimento necessário

"A vida humana é uma constante experiência de travessia. Estamos em êxodos contínuos, em processos de deslocamentos intermináveis, porque, enquanto estivermos vivos, seremos convidados para o movimento que nos proporciona a superação de estágios, condições e atitudes. O tempo se encarrega de nos deslocar entre essas fases. Faz parte do estatuto humano sofrer essa constante transição. Nunca ficaremos prontos. A morte nos surpreenderá e ainda não estaremos terminados."

~ Quem me roubou de mim?
Pe. Fábio de Melo