Somebody to Love...


A cada manhã eu me levanto e morro um pouco, mal consigo permanecer em pé. Olho no espelho e choro... Senhor, o que está fazendo comigo?? Eu tenho passado todos os meus anos acreditando em você, mas eu simplesmente não consigo nenhuma ajuda, senhor!

Alguém, alguém, alguém, alguém...
Alguém pode encontrar-me alguém para amar?

Eu trabalho duro todo dia da minha vida, eu trabalho até que sinto dor nos meus ossos. no final (no final do dia), eu levo para casa meu pagamento que ganho com esforço, totalmente sozinho eu me abaixo de joelhos e eu começo a rezar até que as lágrimas escorram dos meus olhos. Senhor... Qualquer um, podem me encontrar um alguém para amar?

Todo dia eu tento e tento e tento, mas todos querem me humilhar. Dizem que estou enlouquecendo, dizem que tenho muita água no meu cérebro. Ah, não tenho bom-senso, não me sobrou ninguém em quem acreditar. Oh senhor, alguém pode me encontrar alguém para amar? Não tenho nenhuma sensação, não tenho ritmo, eu simplesmente continuo perdendo meu compasso.

Estou ok, estou bem, não vou encarar nenhuma derrota, eu só preciso sair desta cela de prisão, um dia (algum dia) eu vou ser livre, Senhor! Encontrem-me alguém para amar. Encontrem-me alguém para amar. Encontrem-me alguém para amar. Qualquer um, podem me encontrar um alguém para amar?
Encontrem-me alguém para amar!

Queen

Parnaíba-Teresina-Parnaíba-Teresina

"Se você pretende saber quem eu sou, eu posso lhe dizer... Entre no meu carro, na Estrada de Santos e você vai me conhecer! Você vai pensar que eu não gosto nem mesmo de mim, e que na minha idade só a velocidade anda junto a mim. Só ando sozinho e no meu caminho o tempo é cada vez menor, preciso de ajuda, por favor me acuda! Eu vivo muito só... Se acaso numa curva eu me lembro do meu mundo, eu piso mais fundo, corrijo num segundo, não posso parar!
Eu prefiro as curvas da Estrada de Santos onde eu tento esquecer um amor que eu tive e vi pelo espelho na distância se perder... Mas se amor que eu perdi eu novamente encontrar, as curvas se acabam e na Estrada de Santos não vou mais passar! Não, não vou mais passar!!!"

Argolas

Fugirei para outras terras, outros campos... Sentirei o cheiro das árvores e montanhas, flores e fontes, florestas... Voltarei pra casa, flutuando pelas sendas celestiais!! Pois este quarto escuro e solitário reflete um mundo triste. Meus olhos são espelhos das revoluções que explodem a todo momento dentro de mim. Veja, é só um simples pássaro... Um simples pássaro que sonha com a liberdade de poder um dia abrir suas asas e voar novamente. Voar pra longe, em direção aos sonhos que há muito deixou para trás. Voar e viver no brilho do dia sem esta dolorosa argola feita de responsabilidade, medo e cansaço.

"Esquecendo-me das coisas que atrás ficam, avanço para as que se encontram diante de mim!"

Ontem passou, vamos esquecer todas as expressões inferiores que tem nos atormentado, avancemos para os dias iluminados que nos esperam. Vamos centralizar nossas energias no que há de melhor, pois se caminharmos à diante, sem medo, progrediremos. Ninguém progride sem renovar-se!

A vida é um vai e vem de acontecimentos, início e fim, vida e morte. Esses ciclos são essência do nosso conhecimento, as perdas, as tristezas, a angústia um dia passa, nada é contínuo... Somente a renovação.

A positividade da vida está em perdoar e romper as algemas da aflição. sem o perdão ficamos presos à pessoas ou fatos que acarretarão somente sensações ruins. Daí a importância  de evitar a rememoração de infortúnios, vícios, queixas, reclamações e azedumes que ficaram no passado.

Tudo que passamos: as decepções, erros, enganos... Tudo faz parte de um processo de amadurecimento e escolha. Durante essa jornada estaremos sempre diante de escolhas, e repetiremos determinados momentos até concretizarmos o aprendizado necessário, dentro das nossas necessidades evolutivas.

Tenhamos fé, buscando olhar circunstâncias sob novos ângulos. Buscando viver em harmonia, alegria. Respirando fundo a cada situação de estresse, entendendo o outro. Só assim, buscando viver sempre em frente, possibilitaremos a ressignificância  diante das experiências que a vida nos proporciona, sejam elas boas ou não.

Domingo de manhã...

"Quando eu era jovem parecia que a vida era maravilhosa, um milagre, era tão bonita, mágica e todos os pássaros nas árvores cantavam tão felizes, alegres, brincalhões eles me observavam, mas depois eles me mandaram para longe para me ensinarem a ser sensato, lógico, responsável, prático, e me mostraram um mundo onde eu poderia ser muito dependente, clínico, intelectual, cínico...

Há momentos quando todo o mundo dorme, em que os questionamentos são grandes demais para um homem tão simples. Por favor, diga-me o que aprendemos! Eu sei que parece absurdo, mas por favor, diga-me quem eu sou!

Agora cuidado com o que você diz, ou eles vão te chamar de radical, um liberal, fanático, criminoso. Ah, por que você não assina o seu nome? Gostaríamos de ver que você é aceitável, respeitável, apresentável, um vegetal!"

The Logical Song
Supertramp

O tempo esta passando, o tempo não espera!

Correu pela floresta, sem seus sapatos, os pés já doídos e encharcados de lama. Fugindo das escolhas, do futuro, do destino. Diante de uma enorme árvore, coloca as mãos nos joelhos, respira fundo. A roupa preta esta encharcada de areia, suor e de uma vontade louca de pular essa etapa, ou de parar o tempo. De súbito algo se aproxima, lentamente. Algo que não existe materialmente. Sensações. Apenas sentiu, de olhos fechados, inerte, algo que ao menos se apresentou. E foi embora, escorregou, escapuliu. Ficou ali, esperando pelo que não aconteceu.

What's going on?

Twenty-five years and my life is still, I'm trying to get up that great big hill of hope for a destination. I realized quickly when I knew I should that the world was made up for this brotherhood of man for whatever that means. And so I cry sometimes when I'm lying in bed, just to get it all out what's in my head, and I, I am feeling a little peculiar... And so I wake in the morning and I step outside, and I take deep breath and I get real high, and I scream from the top of my lungs: What's going on?

And I sing, hey, yeah, yeah-eah!! Hey, yeah, yeah!! I said, hey! What's goin' on?
And I sing, hey, yeah, yeah-eah!! Hey, yeah, yeah!! I said, hey! What's going on?

And I try, oh, my God, do I try!!! I try all the time in this institution. And I pray, oh, my God, do I pray!! I pray every single day for a revolution!!!

(What's up? 4 Non Blondes)


*Vinte e cinco anos e minha vida está imóvel, estou tentando subir aquela grande colina de esperança por um destino. Eu percebi logo quando soube que o mundo era feito para essa Irmandade dos homens seja lá o que isso signifique. E então eu choro algumas vezes quando estou deitada na cama, apenas para tirar tudo que está em minha cabeça, e eu, eu estou me sentindo um pouco peculiar... E então eu acordo pela manhã e vou lá para fora, e eu inspiro profundamente e eu fico muito chapada, e grito com toda a força: O que está acontecendo?

E eu canto, hey, yeah, yeah-eah!! Hey, yeah, yeah!! Eu disse, hey! O que está acontecendo?
E eu canto, hey, yeah, yeah-eah!! Hey, yeah, yeah!! Eu disse, hey! O que está acontecendo?

E eu tento, oh, meu Deus, como eu tento!!! Eu tento o tempo todo nesta instituição. E eu rezo, oh, meu Deus, como eu rezo!! Eu rezo todo santo dia por uma revolução!!!

... de Dirceu

Eu sou do tipo que se apega.
Me apego às ruas da Cadelária, ao por do sol da Pedral, à brisa de Parnaíba, às ondas de Atalaia, à comida deliciosa de Teresina, à noite de Cartagena, à positividade de Salvador, e a muitos outros detalhes! Mas também me apego àquele tipo de gente que facilmente te faz sentir importante, que compartilha sorrisos, que acha a vida uma aventura excitante, que topa qualquer parada, que não tem frescura.  

Amizade verdadeira, amizade sincera. Estamos lado a lado para o que der e vier, quando penso em ir à Parnaíba e não te encontrar, bate um vazio! Mas sei que um dia qualquer estaremos revivendo tudo de novo, talvez mais felizes que agora! Há pouco tempo, passei acreditar que nada é por acaso, e que a nossa vida esta recheada de surpresas e de conexões invisíveis. Dia após dia pessoas vão e vem, vem e vão, como num balanço, como em ondas. Como você gosta de falar "vai dar certo!".
Eu tenho certeza.

Eu já sinto muito sua falta.

Por quase um segundo...

Às vezes te odeio por quase um segundo, depois te amo mais... Teus pelos, teu gosto, teu rosto, tudo que não me deixa em paz. Quais são as cores e as coisas pra te prender?? Eu tive um sonho ruim e acordei chorando, por isso te liguei. Será que você ainda pensa em mim? Será que você ainda pensa?


Flutuando

Todos os dias quando acordo não tenho mais o tempo que passou. Todos os dias antes de dormir lembro e esqueço como foi o dia. Sempre em frente! Não "tenho" tempo a perder. 

Voltando às leituras e procurando por novas abordagens. Continuo com meu velho rock 'n roll e com esses dias impregnados de lembranças, boas lembranças, lembranças vivas. Saudade.

Adriano

É fato que o mundo nunca foi uma maravilha de se viver, desde os primórdios sempre existiu interesse, ambição, mentiras, violência,.. Tudo ao seu modo e em relativos contextos, geralmente por pura e exclusivamente desejo de poder. Vivemos a eterna batalha maniqueísta entre o Bem e as Trevas, e no meio desse caos, claro que existem sobras e restos da mais sublime alegria. Sou da geração Y, mas também dos anos 80 e nesse tempo as relações eram de certa forma levadas mais a sério, sou produto daquela geração que defendia a "paz e o amor", o "faça amor, não faça guerra". Nem faz tanto tempo assim, mas o meu olhar percebe que tudo hoje tem caráter descartável, principalmente em se tratando de relações interpessoais, às vezes até das próprias pessoas!
Será que tem jeito?

***

No âmbito virtual topei recentemente com o Pinterest, uma rede social de compartilhamento de fotos. Eu gostei muito! Além de fotos, você encontra uma rede de compartilhamento de ideias criativas, sendo que tudo é classificado por categoria (música, viagens, livros, fotografia - vai depender do teu interesse). Gosto de usar também o Twitter para verificar notícias, LastFM para ouvir música e descobrir artistas parecidos com os que eu já curto, Skoob para livros e Filmow para filmes.

***

Na semana que cheguei de viagem, em abril, por todos os motivos óbvios, resolvi deletar o Facebook. Na minha opinião aquilo virou um circo de horrores, tudo começou com imagens de pessoas sendo torturadas, mortes, depois cenas de animais sendo mal tratados, brigas por partidos políticos, felicidades artificiais e finalmente caí nas armadilhas desse inferno. Todos esses acontecimentos me levaram a uma tristeza grande, ficava a me perguntar onde estariam os bons amigos, onde estaria a alegria, o bom humor, as brincadeiras, as conversas sobre história, filosofia, música, livros, shows e tudo mais que fosse interessante pra gente, me perguntava por que essas pessoas criavam intrigas, e compartilhavam coisas ruins. Por que me falavam histórias que eu não fazia questão de saber... Como diz o ditado: não quer ver, desligue! Os incomodados que se retirem! E foi assim que fugi do Facebook! A vantagem disso tudo é que para o bem e para o mal temos o TEMPO a nosso favor. Tudo passa. Até me sinto melhor sem aquela atmosfera pesada e sombria, longe de segredos.

***

Comentei sobre dois assuntos dispersos: a irrelevância das pessoas e suas relações hoje em dia e o vício das redes de relacionamento. Apesar de dispersos, eles convergem num ponto comum.
Dando um giro pelas notícias do dia, uma me afetou bastante: a morte de Adriano. Dançarino, ator e produtor cultural era um artista que morava no Rio de Janeiro, um cara que nem ao menos eu conhecia. Conheci sua história nas páginas policiais de um site, percorrendo a reportagem, um ponto me chamou atenção: assim como eu, ele lia diariamente notícias na web de vidas dizimadas por motivos torpes e preocupava-se no rumo que o mundo estava tomando, se preocupava se ele mesmo não seria a próxima vítima, afinal, quem hoje em dia não tem medo dessa violência? Infelizmente para Adriano o pior aconteceu... Sem namorado, sem amante, querido por todos, a polícia não descarta crime de homofobia.

Somos imensamente imperfeitos, mas o ideal e sentido da humanidade existir não seria a evolução? Por que regredimos nesse sentido e deixamos de cultivar valores como respeito e dignidade? E assim, mais uma vez voltamos ao eterno maniqueísmo, a eterna batalha do bem e do mal... 

Our World


"Se eu ainda soubesse como mudar o mundo, se eu ainda pudesse saber um pouco de tudo, eu voltaria atrás do tempo! Eu não te deixaria preso no passado e arrumaria um jeito pra você estar ao meu lado de novo... Eu voltaria no tempo!!! Pra voltar pra ontem, sem temer o futuro e olhar pra hoje cheia de orgulho! Eu voltaria atrás do tempo!!! E os nossos erros seriam apagados, nossos primeiros desejos ressuscitados e de novo eu voltaria no tempo! Eu não te deixaria desistir tão fácil e não te negaria nem um abraço de novo, eu voltaria no tempo! Pra voltar pra ontem, sem temer o futuro e olhar pra hoje cheia de orgulho! Eu voltaria atrás do tempo!!! E a gente fez nosso futuro quase quebrando o nosso mundo..."

Acrobata da Dor

Gargalha, ri, num riso de tormenta
como um palhaço que desengonçado,
nervoso, ri, num riso absurdo, inflado
de uma ironia e de uma dor violenta.

Da gargalhada atroz, sanguinolenta,
agita os guizos, e convulsionado
salta gavroche, salta clown, varado
pelo estertor dessa agonia lenta...

Pedem-se bis e um bis não se despreza!
Vamos! Retesa os músculos, retesa
nessas macabras piruetas de aço...

E embora caias sobre o chão, fremente,
afogado em teu sangue estuoso e quente,
ri! Coração, tristíssimo palhaço.

Cruz e Sousa

Torrada Queimada

Autor Desconhecido

Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho, muito duro. Naquela noite, eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato das torradas estarem queimadas, mas tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia na escola. Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele passando manteiga na torrada com muito gosto e engolindo cada bocado.

Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada. E eu nunca esquecerei o que ele disse:  “Adorei a torrada queimada…”
Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada. Ele me envolveu em seus braços e me disse:
“Filho, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada… Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também não sou o melhor marido, empregado, ou cozinheiro, talvez nem o melhor pai... O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros. Além do mais, uma torrada queimada não precisa ser um evento destruidor."
De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo de relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos, irmãos, colegas e com amigos.  Então, se esforce para ser sempre tolerante, principalmente com quem dedica o precioso tempo da vida a você e ao próximo.
As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse.
Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as fez se sentir.

Milagreiro

"... Tudo irá se expandir, crescer com as águas, quiçá amores nos corações! E um santeiro, milagreiro, prevê a dor de terceiros e diz que a vida é feita de ilusões... Aquela que um dia o fez sonhar se foi com outro no dia em que os dois se casariam por amor, ele aluou, hoje seu pesar cintila nos varais, usou as sete vidas e não foi feliz jamais. Toda a imensidão passou pela vida e foi cair na solidão!

Mais um santo pra esculpir é o que lhe vale pra evitar que o rancor suas ervas espalhe."

Sobre o Ócio

"É preciso encará-lo (o ócio) como dissipação e não esbanjamento do tempo. Se alguém não é capaz de viver um tempo inteiramente seu, então não tem condições de se abrir para o outro. O nada abre a possibilidade para vivências mais radicais, para as experiências mais singulares sobre o que cada um é capaz de fazer. E nos coloca diante da perspectiva da existência finita e mortal."

Oswaldo Giacoia Junior

Tecnologias e política

É inquestionável o impacto das tecnologias na estrutura humana e na sociedade de modo geral. Hoje dispomos de uma estrutura de comunicação que pode nos remeter rapidamente a alguma forma de comunicação, seja com outras pessoas, busca de notícias, entretenimento, prazer... Diante das facilidades, a internet móvel possibilita principalmente em redes sociais, a produção de conhecimento superficial. Diante das manifestações no Brasil em 2013 e do caloroso processo de eleição para presidente em 2014 que culminou numa polarização de partidos, vimos uma série de gente que tem pouco ou nenhum conhecimento sobre política, gente sem interesse ou paciência, falando com propriedade sobre disputas eleitorais, corrupção, moralidade, história... Claro que essas pessoas de certa forma consomem política, mas não de uma forma coerente.

Conhece-te.

A vida de todo ser humano é um caminho em direção a si mesmo, a tentativa de um caminho, o seguir de um simples rastro. Somente a si mesmo pode cada um interpretar-se.

H.H.


As Vantagens de Ser Invisível

"Então, acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui. Ainda podemos fazer coisas. E podemos tentar ficar bem com elas."

Página 221.

Despertar

Me sinto mal por sempre ter mergulhado em histórias vazias e por ter dado tanto valor a pessoas sem importância... Escrevi muito ultimamente sobre uma pessoa que eu pensei ser especial, uma pessoa que eu coloquei equivocadamente num patamar de importância que ela não merecia ter. Olho pra trás e vejo que fui uma ingrata com as duas pessoas que realmente mereciam ocupar esse lugar, as duas pessoas que mais se importam comigo nessa vida. Hoje eu senti um despertar, vou seguir em frente, não vou mais insistir no erro. Poxa, foram eles que sempre torceram por mim, sempre quiseram meu melhor, aqueles que sempre estiveram ao meu lado, nas vitórias, nas derrotas, nos dias de chuva e nos dias de sol. Ela que esteve comigo o tempo todo, do melhor ao pior momento, ele que me ajudou em tudo na minha vida, é ela que, além de uma série de coisas, é a que me espera e recebe de braços abertos com a comida mais gostosa do mundo quando chego em Parnaíba, ela sempre, sempre quer me agradar e eu, ingrata, sempre olhando pro meu mundo medíocre, introspectiva e triste por causa de nada. Ela ontem deitou comigo, segurou minha mão e disse que tudo vai dar certo pra mim, enquanto mais cedo eu mendigava um abraço, eu só queria pelo menos um olhar... Sem sucesso. Ontem ela me deu um abraço sem eu pedir. Ela sim, ela é a única pessoa que me ama, ela é a única pessoa que só precisa do meu sorriso pra se sentir feliz, existe amor maior que esse? Falo o mesmo dele, que com todos os seus defeitos, toda a burrada que fez na vida, do jeito dele, tenta ver a gente feliz. 

Cansado de correr na direção contrária sem pódio de chegada ou beijo de namorada...

... Eu sou mais um cara.

Eu sou aquele cara completamente solto na vida. Sem rumo, sem morte. Nada, completamente nada me desperta prazer. Me enganei. Me engano o tempo todo... Essa brincadeira já deu o que tinha de dar, eu vou decidir. Eu vou tomar essa decisão.
A dúvida esta acabando comigo, minha autoestima esta dilacerada, completamente acabada, a convivência praticamente impossível, estou machucando quem gosta de mim. Me sinto solitária, gorda, burra e completamente infeliz. Penso que tenho que continuar, conhecer gente grude, chata, vazia, tenho que saber o que é amar, não esse amar possessivo, ciumento, prazeroso. Quero paz, quero harmonia, equilíbrio. Chega dessa vida!! Não quero mais esconder meus sentimentos.

Ninguém é obrigado a gostar de você.

Ter que parar e escolher palavras pra poder falar.
Ter medo de ser censurada.
Eu estou tão cansada, tão cansada disso tudo, meu coração esta cansado, meu corpo, minha cabeça. Estou cansada dos meus pensamentos tristes. Estou cansada de fingir, estou cansada de esperar. O tempo passou e eu estou pagando o preço da diversão sem compromisso. Mas é bom que fique claro que toda a culpa é minha, fui eu quem quis pagar pra ver, eu que insisti em ficar junto, mesmo que pra isso, minha sobrevivência fosse migalhas. Eu sinto um mal estar indescritível. Vejo a minha vida passar sem expectativa alguma, eu vivo num mundo de sombras. O meu mundo hoje é cinza. Ontem me falaram que sou idealista. Eu simplesmente não sei o que sou. Há pouco tempo acho que eu sabia, mas eu definhei de um jeito que eu não sei explicar, acho que quem me vê, não sente mais viço nem brilho no meu olhar. A convivência com uma pessoa estraçalhou a minha autoestima. Eu simplesmente não me sinto mais interessante. Acabou a inspiração, acabou a vontade de saber, de conhecer e repassar. Nada tem graça. Nada me estimula. É fácil achar a vida um mar de rosas, é fácil pra você, pessoa desapegada, que não tem uma rotina, que não tem responsabilidade e nem respeito aos sentimentos alheios, e é mais fácil você olhar pra mim e falar "pois pede pra sair, vai atrás do que te dar prazer" ao invés de tentar me ajudar. É muito mais cômodo criticar, é muito mais fácil apontar o dedo e falar que esta errado, que eu sou besta, babaca, boba. Que é culpa minha. Eu estou muito infeliz, podem deixar, sei que sou eu mesmo sozinha que tenho que buscar sair dessa lama. Mas esse processo será muito mais fácil sem as constantes críticas e censuras, mesmo que eu não queira, consequentemente eu absorvo tudo isso. Tento abstrair o máximo, mas sempre fica alguma coisa, e essa coisa remoe, às vezes essa merda provoca um efeito em mim como se fosse uma bomba.

Meu bem, você não sabe falar inglês.

Há sinais de diversão, grosseria, rudeza e menosprezo. Falta de elogios, falta de carinho, compreensão, companheirismo, atenção, cuidado. Há sinais de sempre enxergar no outro incapacidade, fraqueza, desequilíbrio, carência, grude...

Amor, você esta gorda.





Love in the Afternoon

Quando eu lhe dizia "me apaixono todo dia, é sempre a pessoa errada", você sorriu e disse: "eu gosto de você também", só que você foi embora cedo demais...
Eu continuo aqui. Meu trabalho e meus amigos...
E lembro de você dias assim, dia de chuva, dia de sol... E o que sinto não sei dizer.
:(

II DOR

PRA SER SINCERA NÃO ESPERO DE VOCÊ MAIS DO QUE EDUCAÇÃO, BEIJO SEM PAIXÃO, CRIME SEM CASTIGO, APERTO DE MÃOS... APENAS BONS AMIGOS. PRA SER SINCERA NÃO ESPERO QUE VC MINTA, NÃO SE SINTA CAPAZ DE ENGANAR QUEM NÃO ENGANA A SI MESMO. NÓS DOIS TEMOS OS MESMOS DEFEITOS, SABEMOS TUDO A NOSSO RESPEITO, SOMOS SUSPEITOS DE UM CRIME PERFEITO MAIS CRIMES PERFEITOS NÃO DEIXAM SUSPEITOS... PRA SER SINCERA NÃO ESPERO QUE VC ME PERDOE POR TER PERDIDO A CALMA, POR TER VENDIDO A ALMA AO DIABO!

UM DIA DESSES, NUM DESSES ENCONTROS CASUAIS, TALVEZ A GENTE SE ENCONTRE, TALVEZ A GENTE ENCONTRE EXPLICAÇÃO... UM DIA DESSES, NUM DESSES ENCONTROS CASUAIS, TALVEZ EU DIGA: "MEU AMIGO, PRA SER SINCERA, PRAZER EM VÊ-LO, ATÉ MAIS!!!"

NÓS DOIS TEMOS OS MESMOS DEFEITOS, SABEMOS TUDO A NOSSO RESPEITO, SOMOS SUSPEITOS DE UM CRIME PERFEITO MAIS CRIMES PERFEITOS NUNCA DEIXAM SUSPEITOS... 

I INDEPENDÊNCIA



Apesar de todas as dificuldades há três anos eu me sentia melhor que hoje, algo preenchia esse buraco que tenho hoje na alma. Eu ainda tinha dentro de mim independência, e não me agarrava, por medo, a uma situação que está fadada ao fracasso. Existe um som que ecoa, e que por muito tempo recusei a ouvir, de que a caminhada é solitária, que não existe "pódio de chegada ou beijo de namorada". Uma maldição, um feitiço, eu não sei... Há seis anos começava um ciclo e hoje ele se fecha, por bem ou por mal a vida segue.



"Existem nas recordações de todo homem coisas que ele só revela aos amigos
Há outras que não releva mesmo aos amigos, mas apenas a si próprio, e assim mesmo em segredo.
Mas também há, finalmente, coisas que o homem tem medo de desvendar até a si próprio."

Fiodor Dostoiévski
Às vezes não tenho tanta certeza de quem tem o direito de dizer quando uma pessoa esta louca e quando não. Às vezes penso que nenhum de nós é totalmente louco e que nenhum de nós é totalmente são, até que nosso equilíbrio diga: ele é desse jeito. É como se não importasse o que o sujeito faz, mas a forma como a maioria das pessoas o vê quando ele faz.

William Faulkner
Enquanto Agonizo - 2001

"As filhas do sertão são como as suas flores campesinas; a arte não lhes realça o valor; desabrocham e fenecem ignoradas; mas a sua singeleza arrebata, os seus perfumes embriagam, os seus matizes deslumbram. Ai! Daqueles que as viu! Jamais as poderá esquecer! São tão lindas! Tão mimosas as flores dessas campinas e as filhas desses sertões!

Assim era Terezinha.

São naturezas especiais as dos homens desses ermos longínquos; implacáveis no ódio, extremados no amor, fiéis à gratidão, morrem onde se prendem, como as lianas que se adunam às vetustas árvores das suas florestas. Não se dobram aos meneios dos interesses, mas estalam fendidos pelas paixões, como os jatobás, que não se curvam ao sopro das ventanias e caem por terra em estilhaços, partidos pelo raio. Não recuam perante o perigo; tremem, entretanto, ouvindo história de duendes!"


CASTELLO BRANCO, Francisco Gil. Ataliba, o Vaqueiro.
"Eu sempre soube que pertencia ao mundo, não porque fosse particularmente talentosa e atraente, mas porque nunca havia pertencido à nada e a ninguém. Imperfeição é beleza, loucura é genial e é melhor ser absolutamente ridículo do que absolutamente entediante".

Marilyn Monroe

2015

Que 2015 seja um ano abençoado.
Saúde, paz, alegria, força de vontade e coragem.

Essas são as metas.