Estou relendo "Cem Anos de Solidão"
aproveitei e andei procurando algo a respeito de GGM.
Há uma grande polémica sobre uma carta que correu o mundo
atribuída à Gabriel Garcia Marquez...
alguns dizem que ele não a escreveu.
Seja como for, eis alguns fragmentos da tal carta:

"Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre estrelas
um poema de Mário Benedetti
e uma canção de Serrat seria a serenata que ofereceria à Lua.
Regaria as rosas com minhas lágrimas
para sentir a dor dos espinhos
e o encarnado beijo de suas pétalas."

"Aos homens,
lhes provaria como estão enganados
ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem,
sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar."
"Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice,
mas com o esquecimento. "

"Aprendí que todo mundo quer viver no cume da montanha,
sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a escarpa.
Aprendí que quando um recém-nascido aperta
com sua pequena mão
pela primeira vez o dedo do pai,
o tem prisioneiro para sempre."