It's very nice pra chuchu, Baby!


Gosto dessa foto.
Descobri como e por quem foi fotografada. Fui à Pedra do Sal. Tarde diferente. Me apaixonei pelas pedras de sal naquele dia. Nublado. No caminho de casa ganhei um presente. Eu queria ganhar todos os dias aquele presente. Pra minha sorte, ganhei vários. Andei de mãos dadas; vi a verdade à distância de um beijo. Fui invadida por um sentimento muito louco. Eu me perguntei em várias situações: "Onde eu estava esse tempo todo?" Blusa desbotada, molhada de suor. Viagens. Música alta. Amigos, bebidas, decepções. Música bem alta. Cais do porto e piadas (mesmo quando elas não tem graça). Tarde nublada, de frente pro Igaraçu. Teresina, Barra Grande. Muitas e muitas outras histórias e canções. Hoje, observo o dono da foto cantando pra mim Os Mutantes, deitado no sofá, com aquela mesma expressão de quando eu o conheci. Eu gosto de olhar, principalmente ele, descobrir através de mapas sentimentais, o caminho do inevitável. Eu queria ter ficado ali a tarde toda...
"A voz do anjo sussurrou no meu ouvido", e me falou que eu ainda ia viver muita coisa bonita, eu quero acreditar que é isso aqui. Hoje.