l.m.o.

Não entendo o teu medo
O medo de aproximar-se, entregar-se...
Eu sei o que eu quero e não vou esconder o que já esta completamente escancarado

Escrevo inúmeras cartas pra ti, que ficam aqui na gaveta
isso é tão arcaico... Mas você me conhece.
São poemas, escritos, poesias que nunca chegarão à você.

Tudo isso, pelo simples fato de você querer que permaneça assim:
Estático.
Inércia.